Notícias

Terça-feira, 10 de Setembro de 2019, 15:08h

Ressonância do HGV volta a atender pacientes de toda rede

A expectativa é que sejam realizados até 10 procedimentos diários

Ressonancia hgv  1

O serviço de ressonância magnética do Hospital Getúlio Vargas voltou a funcionar plenamente na última sexta-feira (06). Além da demanda interna, o HGV também vai abrir oferta de exames para toda rede do SUS. A expectativa é que sejam realizados até 10 procedimentos diários. 

A paciente Z. B. S., de 52 anos, é uma das primeiras beneficiadas com o serviço. Ela está internada na Clínica neurológica e já aguardava o exame de ressonância magnética do crânio, para diagnóstico de um tumor, onde será verificado tamanho e vascularização. Será a partir do resultado da ressonância, que o médico irá definir o procedimento que sera realizado para o tratamento.

O diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, destaca a necessidade do equipamento funcionando plenamente. "Para um hospital de alta complexidade, é fundamental ter o exame de ressonância magnética, pois evita o deslocamento dos pacientes, muitos deles, em estado grave, trazendo mais conveniência e conforto, além de melhorar a produtividade da casa, conter custo para a rede e atender a demanda de todo estado que vem para Teresina", comenta.

Para o deputado Pablo Santos, então presidente da Fundação Hospital do Estado (Fepiserh) até dia 5, e que viabilizou o retorno do serviço, são muitas as vantagens do hospital oferecer o exame. "Agiliza os diagnósticos, traz mais comodidade para os pacientes e gera economia para a rede e maior produção para o hospital. É um benefício muito grande para população, já que esse tipo de exame é muito caro. E uma vantagem a mais, é que além dos pacientes internados, agora vamos beneficiar a todos as pessoas da rede pública hospitalar", explica Santos.


Fonte: Fátima Oliveira (HGV)