Notícias

Quinta-feira, 12 de Novembro de 2020, 12:21h

Mudança de fluxo do HGV melhora atendimento aos pacientes

Agora, ao entrar no HGV, além do teste para a Covid-19, o paciente passa pelo médico e já realiza os exames complementares logo na admissão.

Seguran%c3%a7a

A direção do Hospital Getúlio Vargas (HGV) mudou o fluxo de atendimento aos pacientes. A medida, além de otimizar o funcionamento na unidade de saúde, proporciona também mais agilidade e segurança aos usuários e profissionais. Agora, ao entrar no HGV, além do teste para a Covid-19, o paciente passa pelo médico e já realiza os exames complementares logo na admissão.

“Logo que chegamos fomos acolhidos e a moça já encaminhou ao atendimento médico para fazer o eletrocardiograma. Achei bom!!”, afirma Gisele Brito, filha do paciente renal J.N.S, 96 anos, regulado de outro hospital para a colocação de um cateter. 

Para o médico plantonista Sérgio Costa, a mudança na dinâmica do atendimento representou também melhorias na parte organizacional.  “Foi um avanço muito grande. O paciente entra e, além de trazer os exames pré-operatórios, aqui, complementamos já na entrada com exames e solorologias para a Covid-19. Isso traz segurança para o paciente e para os profissionais”, destaca o médico.

O diretor-geral Gilberto Albuquerque avalia que quanto mais o paciente for acolhido, menos tempo ele passa no hospital, diminuindo também os riscos para a saúde de pacientes e profissionais. “Isso agiliza a rotatividade de leitos, aumentando o número de pacientes que podemos atender no mesmo espaço físico, trazendo melhoria para o hospital e agilidade no atendimento”, explica o diretor.

Dr. Pablo Santos, presidente da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), avalia como positiva essa mudança e ressalta que a qualidade do atendimento é uma prioridade em todos os hospitais administrados pela Fepiserh. “Isso facilita o trabalho de todos e ajuda no gerenciamento de recursos humanos e físicos.  A mudança promovida pelo HGV é um bom exemplo disso e os resultados podem ser vistos no acolhimento assistencial de quem precisa, e também na agilidade e segurança que proporciona aos pacientes e profissionais do hospital”, afirma Pablo Santos.

"Todas as nossas ações são para melhorar o processo de trabalho para os pacientes, proporcionando agilidade nos procedimentos e assistência otimizada, então, são ações focadas na qualidade da assistência ao paciente que procura atendimento no HGV", reforça Fátima Garcez, diretora técnica da FEPISERH.


Fonte: HGV