Notícias

Sexta-feira, 09 de Julho de 2021, 10:41h

Hospital Getúlio Vargas realiza 1.310 cirurgias em junho

O número representa um aumento de 456% em relação ao mesmo período do ano passado, quando as cirurgias eletivas estavam suspensas devido à pandemia

div Centro cirurgico 1.jpgok  730x994 Cirurgias eletivas no Hospital Getúlio Vargas

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realizou 1.310 cirurgias no mês de junho deste ano. O número representa um aumento de 456% em relação ao mesmo período do ano passado, quando as cirurgias eletivas estavam suspensas devido à pandemia. Os dados são do Relatório de Procedimentos Cirúrgicos realizados pelo HGV de 2021.

Para o diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, o hospital conseguiu atingir seu limite máximo nesses dois últimos meses do ano. “Estamos trabalhando para ampliar, cada vez mais, o volume cirúrgico e diminuir a fila de espera que foi prejudicada devido à pandemia”, explica o gestor.

Segundo os dados divulgados nessa quarta-feira (7), o maior número de procedimentos realizados foram de paciente eletivos que estavam aguardando cirurgia, com 560; em seguida, os pacientes da regulação, que somaram 555. Também foram realizadas cirurgias de urgência (27) e externas (168).

Em relação às especialidades, a cirurgia ortopédica foi a mais realizada, com 294 procedimentos, seguida da vascular (165); geral (155); urológica (126); oftalmológica (123); neurológica (97); otorrino (92) e dermatológica (75). As demais especialidades somaram 183 procedimentos.

O coordenador do Centro Cirúrgico do HGV, Ronaldo José, explica que atualmente estão trabalhando com onze salas cirúrgicas que funciona diariamente e, quando necessário, 24 horas para alguma intercorrência. “Para dar maior rotatividade de leito, estamos realizando aos sábados procedimentos cirúrgicos em regime de mutirão”, destaca.

O presidente da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), órgão que administra o HGV, Ítalo Rodrigues, destaca a capacidade do hospital. “São cirurgias especializadas, que exigem uma equipe altamente qualificada e uma ampla estrutura. Apesar do retorno dos procedimentos eletivos, o HGV continua sendo referência no atendimento Covid-19 no estado, com alas separadas exclusivamente para atender esse tipo de paciente. Isso mostra o quanto o HGV é preparado e tem uma excelente equipe”, afirma.


Fonte: ascom HGV