Notícias

Quarta-feira, 10 de Abril de 2019, 12:53h

Hospitais do estado participam de encontro internacional

Mais três hospitais do estado serão inseridos nessa nova fase

Hgv   encontro bsb 4

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) foi destaque pela redução da prevalência de Lesão por Pressão com as medidas adotadas através do Projeto Paciente Seguro. O resultado exitoso foi apresentado durante II Encontro Internacional do Projeto Paciente Seguro, que aconteceu em Brasília nesta terça-feira (9). Na ocasião, a diretora-geral Fátima Garcêz assinou o contrato de participação do HGV na fase de multiplicação do projeto, que será campo de apoio para mais três hospitais do Estado inseridos nessa nova fase: Hospital Infantil Lucídio Portella, Maternidade Dona Evangelina Rosa e Hospital Regional Chagas Rodrigues (Piripiri).

Além de representantes dos quatro hospitais piauienses, cerca de 300 profissionais de saúde participaram do Encontro realizado pelo Hospital Moinhos de Vento em parceria com o Ministério da Saúde, por meio do PROADI-SUS. Além das apresentações dos resultados obtidos, a programação marca a adesão de 45 novas instituições de todo país ao projeto.

O Projeto Paciente Seguro tem a finalidade de contribuir para a qualificação do cuidado em estabelecimentos de saúde, além de efetivar a implantação do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). O programa é um dos seis atributos da qualidade do cuidado e tem adquirido, em todo o mundo, grande importância para os pacientes, famílias, gestores e profissionais de saúde com a finalidade de oferecer uma assistência segura. 

Por intermédio do Escritório de Projetos do Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), do Ministério da Saúde, em parceria com o Hospital Moinhos de Vento, em 2016 foi criado o Projeto Paciente Seguro. Quinze hospitais de todo o país foram selecionados para integrar o projeto, com o objetivo de proporcionar a qualificação do cuidado em estabelecimentos de saúde, com o desenvolvimento de ferramentas de gestão, educação e práticas compartilhadas voltadas à segurança do paciente. Um levantamento realizado ao final da primeira etapa do projeto, em setembro de 2017, indicou a média de 33% de redução na taxa de quedas de pacientes e 15% nos índices de lesão por pressão com revisão de processos assistenciais e medidas educativas.

FOTO - Diretores dos hospitais de referência do estado:
Infantil - Vinícius Nascimento
HGV - Fátima Garcêz
Evangelina Rosa - Francisco Macêdo
Hospital Chagas Rodrigues - Nádia Costa


Fonte: Ascom FEPISERH