Notícias

Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019, 15:28h

HGV retoma a realização de transplantes renais

Paciente se recupera bem

Img 2075

Na último dia 7 de novembro, o Hospital Getúlio Vargas (HGV) voltou a realizar transplante de rim com doador vivo. O beneficiado foi o pedagogo Jânio Yohan, 22 anos, que encontrou um doador na própria família, o pai dele, Jânio Tarso (41), que veio da cidade de Belém (PA), onde mora, para realizar o procedimento. Os dois se recuperam bem.

O diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, destaca que a retomada dos transplantes se deve aos esforços conjuntos da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), que gerencia o hospital, e Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Jânio Yohan sofria com uma insuficiência renal crônica, sendo o transplante a melhor forma de tratamento. "Por um ano e sete meses fiz hemodiálise três vezes por semana. Cada sessão durava quatro horas. Era muito sofrimento, mas agora tudo será diferente", comemora.

O pai do paciente, Jânio Tarso, descreve que Yohan levava uma vida normal até descobrir a doença, mas que tudo mudou após o diagnóstico. "Ele sempre gostou de praticar esportes e estudar. Depois do problema, teve de se adaptar a uma nova realidade e isso foi muito duro para todos nós. Mas sempre tive esperança de que ele ia conseguir o transplante. Estou feliz por dar esse presente ao meu filho", comenta.

Gilberto Albuquerque explica que os transplantes renais com doador falecido também serão retomados nos próximos dias. "Estamos somente no aguardo dos insumos que são utilizados para conservar os órgãos a serem transplantados, que já foram solicitados. Em breve, iniciaremos os procedimentos", revela o diretor.

Para o presidente da Fundação Hospitalar do Estado (Fepiserh), Welton Bandeira, a retomada das cirurgias era algo programado e vai beneficiar a rede estadual. "Temos uma série de serviços que estão sendo implementados e vai beneficiar pacientes e Saúde, pois geramos economicidade à rede hospitalar do Estado e mais produção para os hospitais. Prosseguimos com os transplantes de rins nesse momento e já estamos planejando as cirurgias cardíacas infantis, assim como já vamos retornar normalmente com as cirurgias de catarata no HGV", conta Bandeira.


Fonte: Fátima Oliveira (HGV)