Notícias

Sexta-feira, 13 de Setembro de 2019, 17:46h

HGV participa de Mutirão e oferece 125 exames

Ação faz parte do programa "Teresina The Atende", da FMS

Teresina the atende

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) estará no mutirão da Fundação Municipal de Saúde que acontece neste sábado (14), quando 20 médicos ortopedistas irão atender pessoas que aguardam por consulta em fila de espera eletrônica do SUS. O atendimento faz parte do programa “Teresina The Atende”, iniciativa da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e ocorrerá no Centro de Saúde Lineu Araújo, no Centro da capital. O HGV vai oferecer 125 exames de tomografia computadorizada e ressonância magnética aos pacientes da ação.

Para o diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, "o HGV participará com a realização de exames de tomografia e ressonância magnética e, dependo dos resultados deste mutirão, nós vamos planejar, junto com a FMS, os mutirões de cirurgia, de acordo com a demanda gerada no atendimento deste sábado", explica.

O serviço de ressonância magnética do Hospital Getúlio Vargas voltou a funcionar plenamente na última sexta-feira (06). Além da demanda interna, o HGV também está abrindo oferta de exames para toda rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

O programa foi lançado pela FMS em Teresina e engloba mutirões de consultas e exames nas áreas de cardiologia, ortopedia, neurologia e oftalmologia que ocorrerão aos sábados na capital até o final do ano. O objetivo é ampliar a capacidade de atenção especializada e diminuir a fila de espera eletrônica para especialidades, cuja demanda é crescente.

Para o atual presidente da Fundação Hospitalar do Estado (Fepiserh), Welton Bandeira, apoiar os mutirões da FMS através da estrutura do HGV é uma forma de otimizar a saúde da população. "Sempre vamos participar de ações que visam oferecer melhor atendimento às pessoas que necessitam de serviços, seja por via municipal ou estadual. Assim como já realizamos nossos mutirões no HGV, vamos dar total suporte às ações da Fundação Municipal de Saúde no programa Teresina The Atende, que é um projeto louvável", comenta.


Fonte: Fátima Oliveira (HGV)