Notícias

Quinta-feira, 07 de Novembro de 2019, 13:08h

HGV implanta o Serviço de Atenção Ambulatorial a Travestis e Transexuais

O espaço funcionará no Ambulatório Integrado Dirceu Mendes Arcoverde (Prédio Azul)

Hgv07 bebcb55cf8
A partir desta quinta-feira (7), começaram os treinamento dos profissionais que irão trabalhar no Ambulatório de Atenção Especializada no Processo Transexualizador da Saúde Pública Estadual, que vai funcionar no Hospital Getúlio Vargas (HGV). Trata-se do primeiro ambulatório de atenção especializada para o atendimento humanizado a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais - LGBTT.
 
O espaço funcionará no Ambulatório Integrado Dirceu Mendes Arcoverde (Prédio Azul) e fará atendimentos às pessoas trans que passarão por cirurgia de transsexualização ou hormonoterapia, contando com uma equipe multiprofissional formada por endocrinologista, psiquiatra, psicólogo, assistente social e enfermeiro. A ação pioneira é uma parceria entre a Fundação Hospitalar do Estado (Fepiserh) e Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi).
 
Para o diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, isso representa um avanço na saúde pública do Estado. "Vamos ser os primeiros a acolher pessoas que merecem uma atenção especializada", declara Albuquerque.
 
Para o presidente da Fundação Hospitalar, Welton Bandeira, o serviço vai atender a uma parcela de pacientes que necessitavam de uma atenção especializada e ainda não dispunham de um espaço adequado. "O novo espaço traz mais comodidade e qualidade no atendimento a estes pacientes. Esse é o papel da saúde púbilca e estamos empenhamos em cumprí-lo", comenta.