Notícias

Segunda-feira, 23 de Março de 2020, 15:53h

HGV e Hospital de Picos vão receber kits de exames e novas UTIs

Coronavírus: Governo anuncia compra de 10 mil kits de exames e criação de 100 novas UTIs

Lucas Dias /GP1 Governador do piaui wellington dias.jpg.750x0 q95 crop

O governador Wellington Dias e o Secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, anunciaram neste domingo (22), a compra de 10 mil novos kits para diagnósticos do coronavírus e a criação de 100 novos leitos de UTIs. Além disso, haverá a aquisição de respiradores; reforço nos estoques de insumos hospitalares; esquema especial de gestão de leitos e treinamento de serviços de saúde para ativação de protocolo único de atendimento. HGV e Hospital de Picos, gerenciados pela Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares vão receber 30 leitos no total.

Os novos leitos de UTIs estarão distribuídos por todos os hospitais regionais do estado. Serão 10 novos leitos no Hospital Natan Portela, 20 no Hospital Getúlio Vargas, 10 leitos no Hospital da Polícia Militar, 10 leitos na Maternidade Evangelina Rosa e 10 leitos no Hospital Infantil Lucídio Portela, somente em Teresina. 

Já no interior serão instalados leitos extras de UTI no Hospital Justino Luz, em Picos (10 leitos); no Hospital Dirceu Arcoverde, em Parnaíba (5 leitos); no Hospital Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato (10 leitos); no Hospital Tibério Nunes, em Floriano (5 leitos) e no Hospital Manoel de Souza Santos, em Bom Jesus (10 leitos). Os outros hospitais da rede estadual contam com respiradores, sala de estabilização e leitos de internação clínica reservados.

De acordo com o secretário Florentino Neto, a Secretaria de Saúde também contará com 15 leitos de UTI no Hospital Universitário e 20 no Hospital São Marcos. A Prefeitura de Teresina também anunciou o Hospital do Monte Castelo como hospital de referência na rede municipal. “Estamos todos trabalhando conjuntamente para garantir todo o suporte para os pacientes que positivarem para o Covid-19 e precisarem de tratamento intensivo”, revela.

O Piauí também já fez solicitação ao Ministério da Saúde para a habilitação de 20 leitos de UTI que já estão em funcionamento por meio de custeio integral com recursos do Estado.

A Secretaria de Saúde também determinou a compra de kits com capacidade para até 20 mil testes do covid-19; aquisição de 164 aparelhos respiradores; e compra de insumos para profissionais de saúde dos hospitais estaduais, incluindo: 240 mil máscaras descartáveis, 3 milhões de luvas, 80 mil litros de higienizadores em gel e 288 mil aventais, além de máscaras cirúrgicas e óculos descartáveis. 

Outra medida é a elaboração de um esquema especial de gestão de leitos hospitalares na rede pública e, se necessário, na rede privada, podendo determinar a eventual suspensão de cirurgias eletivas (não urgentes) para priorizar a internação de pacientes com quadros respiratórios agudos e graves.

“Estamos fortalecendo a rede para garantir atendimento adequado aos casos mais graves nos períodos de picos de transmissão, evitando mortes. Essa é determinação do governador Wellington Dias”, assegura Florentino Neto.

O presidente da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), Pablo Santos, ressalta a importância de estruturar a rede para receber os casos suspeitos e confirmados. "Sabemos que todos os hospitais referência irão receber uma demanda muito grande nos próximos dias, no pico da infecação, por isso estamos montando as UTIs e capacitando as equipes para um melhor atendimento", conta.


Fonte: SESAPI