Notícias

Segunda-feira, 01 de Julho de 2019, 11:19h

HGV aprimora serviço de hemodiálise na UTI

As novas máquinas passaram a operar dia 28 de junho e pacientes com necessidade de hemodiálise já estão sendo beneficiados

Hemod hgv

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) deu mais um importante passo para a assistência contínua e progressiva ao paciente que precisa de cuidados intensivos. O hospital instalou na sexta-feira (28), duas novas máquinas modernas de hemodiálise e um sistema rigoroso de tratamento da água dentro do ambiente da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Os equipamentos foram adquiridos com recursos da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), órgão que gerencia o HGV.

Para o diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, a medida vai permitir que o hospital, de forma independente de serviços terceirizados, garanta a terapia de substituição renal, também chamada de terapia dialítica ou hemodiálise, para os pacientes que encontram-se em condições críticas internados na UTI. Antes, segundo o gestor, era preciso terceirizar o serviço, o que gerava um custo muito alto para o Getúlio Vargas.

De acordo com o coordenador da UTI do HGV, Jailson Matos, "essa implementação tecnológica dentro da UTI, além de cumprir normas operacionais e legislativas vigentes no país, fortalece a vocação deste grande hospital que é o de oferecer serviços públicos de saúde com qualidade e segurança".

Para o presidente da Fundação Hospitalar do Estado, deputado Pablo Santos, a renovação de equipamentos nos hospitais da rede é uma necessidade contínua. "Temos uma demanda incessante e sempre crescente, daí a necessidade de sempre renovarmos o parque tecnológico dos hospitais. Nos empenhamos nisso e nosso objetivo é que essas melhorais e modernização seja continuada", declara.

O serviço foi iniciado em 28 de junho e pacientes com necessidade de hemodiálise já estão sendo beneficiados.


Fonte: Fátima Oliveira (HGV)